For Fun

Os cinco videosjogos de corridas que marcaram a década de 80

Os anos 80 foram uma década onde várias inovações tiveram lugar e uma delas foi a proliferação dos videojogos arcade, sendo considerada a época dourada destes, dos anos 70 até meio dos anos 80, com um pequeno ressurgimento nos anos 90. Mas estes não foram inventados nos anos 80, mas sim muitas décadas atrás, nos anos 20, que apesar de não estarem muito evoluídos, entretinham os mais novos, nas máquinas arcade, nos vários salões de jogos, restaurantes e cafés. Durante a evolução dos videojogos, as empresas que os produziam foram apostando nos automóveis, sendo um dos mais famosos o Sega Rally dos anos 90. Seguem-se cinco videojogos que vingaram nas casas de máquinas arcade


Hang-On

A Sega não deixou os fãs do motociclismo de foram e lançou este videojogo em 1985, sendo um dos melhores no mundo das duas rodas, desenhado por Yu Suzuki. Como é norma nos jogos arcade, o jogador teria de fazer a corrida num limite de tempo. Este videojogo foi dos primeiros do mundo a utilizar gráficos de 16-bit e a tecnologia de Sega, a Super Scaler, que simulava 3D. A máquina deste jogo tinha uma mota idêntica à utilizada no jogo, que era possível fazer os movimentos reais de uma corrida de motos. Várias eram as empresas reais que apareciam nas publicidades do jogo, como a Bridgestone, Shell, Garelli Motorcycles, TAG, John Player Special, entre outros. A moto utilizada tinha as cores da Marlboro, idêntica à Yamaha YZR500

Ivan “Ironman” Stewart’s Super Off Road

Em 1989 a Leland Corporation lançou este videojogo em conjunto com a máquina de arcade, dando o nome ao piloto profissional Ivan Stewart, tendo a Virgin produzido várias versões para consolas com base neste jogo. A máquina tinha três volantes e três pedais de acelerador, podendo ser jogado entre amigos. Havia várias pistas diferentes, com vários níveis de dificuldade, e podia-se utilizar nitro para dar mais potência. Este foi dos primeiros jogos, onde os jogadores poderiam alterar o seu automóvel, com o dinheiro ganho nas corridas.

Out Run

Este videojogo, produzido pela Sega e desenhado por Yu Suzuki, foi lançado em 1986 e era considerado muito avançado para a época. Tinha várias inovações, como os gráficos, movimento do condutor, vista do interior do automóvel, mudança de música e vários trajectos disponíveis. O automóvel utilizado era um Ferrari Testarossa Spider, do qual somente um exemplar foi originalmente construído para o presidente da Fiat, Gianni Agnelli, e no banco do passageiro estava sentada uma rapariga loira. Os jogadores tinham de andar na estrada, dentro de um limite de tempo, de modo a passar ao próximo nível. Este videojogo foi baseado no filme The Cannonball Run de 1981. As paisagens foram baseadas em várias cidades europeias, desde Mónaco, Frankfurt, Roma até aos Alpes Suíços, Riviera Francesa e Milão.

Pole Position

O Pole Position, produzido pela Atari, foi um dos videojogos mais vendidos na época, lançado em 1982, vendendo mais de 21,000 máquinas só nos EUA. Foi um dos primeiros videojogos realísticos, com corridas emocionantes e câmara traseira, para ver onde andavam os concorrentes, sendo também o primeiro a utilizar micro-processadores de 16-bit. O jogador conduzia um Formula 1 e tinha de fazer uma qualificação num determinado limite de tempo, para conseguir competir na corrida. A pista utilizada era a Fuji Speedway, sendo o primeiro videojogo com uma pista real. A máquina guardava os melhores 300 tempos.

Spy Hunter

Este videojogo da Bally Midway, lançado em 1983, ia buscar inspiração ao filme James Bond, pois era mesmo para ter a licença do filme. O objectivo era conduzir pela estrada e ir destruindo vários automóveis inimigos, com as armas integradas no Interceptor, o automóvel utilizado. O automóvel poder-se-ia transformar em barco, para atacar barcos inimigos. Este jogo não tem fim, tornando-se cada vez mais difícil, até se tornar impossível, decididamente viciante…

Segue-nos no Facebook!

8